Operação de soldagem, uma atividade incendiária?

O trabalho de soldagem em oficina pode ser bem controlado, mas quando a solda é feita na área industrial ou em almoxarifados, precisa ser considerada uma operação de alto risco, capaz de produzir incêndios destruidores. Para evitar que ela se torne uma fonte de incêndio ou explosão, é preciso seguir algumas recomendações.


seguranca-servico-solda-soldagem

Sempre que possível, realize a soldagem na oficina, que é um ambiente controlado.

Alternativamente, desloque o trabalho para uma área livre externa próxima.

Se for mesmo necessário fazer a solda no local afaste todo o material combustível em um raio de 10 metros. Caso não seja possível, cubra-os com mantas incombustíveis. Use anteparos para conter a projeção de partículas incandescentes.

Feche passagens entre pisos e ambientes, pois as partículas volantes podem atingir os demais locais, iniciando incêndios.

Pode ser necessário ter um observador de fogo para inspecionar todos os ambientes (local de soldagem, pisos abaixo e salas ao lado) até 30 minutos após a finalização do serviço.

Faça com que o serviço seja acompanhado por um integrante da brigada de incêndio, tendo extintores adequados à mão.

Use uma permissão de trabalho especial para a operação de soldagem. A permissão deve ser autorizada por pelo menos três pessoas: o responsável pela área onde ocorre a tarefa; o responsável pela segurança; e pelo executor da tarefa (responsável da manutenção).

A permissão vale apenas para o dia e turno em que foi emitida. Deve conter o checklist completo e as assinaturas dos responsáveis antes e depois da operação, se for requerido um observador de fogo.

Add Comment