EPI obrigatórios para as práticas de oficina: montagem e soldagem

Antes de iniciar realmente a soldagem, o trabalhador deve estar bastante prevenido a respeito dos possíveis riscos que envolvem o processo. A alta temperatura do arco e o metal muito quente podem, naturalmente, causar severas
queimaduras. Entretanto, o próprio arco elétrico pode causar outros danos.


O arco elétrico e o metal fundido  emitem grandes quantidades de raios ultravioleta e raios infravermelho. Ambos os tipos de raios são invisíveis a olho nu, da mesma maneira que os raios emitidos pelo Sol. Entretanto, eles têm a mesma propriedade de causar queimaduras à pele humana, sendo que o arco queima mais rápido e profundamente.

Esses raios são produzidos muito perto do soldador e podem causar sérios danos aos olhos em um período muito curto de tempo.

A soldagem com o arco elétrico apresenta outro perigo: pequenos respingos ou gotas de metal fundido que saltam do arco em todas as direções. Essas fagulhas podem estar entre 1100ºC e 1700ºC e variam de tamanho chegando a 6mm de diâmetro. Podem causar queimaduras e também incêndios ao caírem sobre material inflamável.

O soldador deve proteger-se dos riscos do arco e das fagulhas utilizando corretamente os Equipamentos de Proteção Individual (EPI).

EPI obrigatórios para as práticas de oficina: montagem e soldagem

uso-epi-soldador-serralheiro

EPI  exigidos para essa tarefa
Uniforme (calça e  camiseta botinas de couro). Óculos de proteção. Luvas de raspa de cano curto ou de vaqueta. Abafador de ruído(uso da furadeira).

Add Comment