Madeira e umidade. Métodos para secagem da madeira

A madeira adequadamente seca trás inúmeras vantagens para os usuários de madeira e seus produtos. A remoção do excesso de água reduz o peso e consequentemente o custo de transporte e manuseio, e reduz o efeito de contração e inchamento quando em condições normais de uso. A madeira seca possibilita a melhor colagem e revestimento superficial com maior eficiência, além de evitar o aparecimento de fungos manchadores ou apodrecedores.


Secagem da madeira em estufas

Madeira e umidade

Toda árvore em crescimento contém quantidade considerável de água, comumente chamada de seiva. Embora a seiva contenha alguns materiais solúveis, do ponto de vista de secagem é considerada água pura. A maior parte deste líquido deve ser removido da madeira, para que a peça apresente desempenho satisfatório quando em uso. Toda madeira ganha ou perde umidade de acordo com o ambiente em que está localizada.

A quantidade de umidade da madeira pode proporcionar o aparecimento de alguns fungos e cupins.

A secagem correta da madeira é fundamental para a qualidade da mesma.

Métodos para secagem da madeira

  1. Secagem ao ar livre;
  2. Secagem forçada ao ar;
  3. Secagem em estufa;
  4. Processos especiais de secagem.

Fatores que influenciam na velocidade de secagem

  • Secagem ao ar livre – a secagem da madeira ao ar livre envolve exposição de pilhas de tábuas em áreas externas. A velocidade de secagem da madeira depende dos fatores relacionados à própria madeira, do empilhamento, do pátio e das condições climáticas.
  • Secagem forçada ao ar – baseia-se no uso de ventiladores, localizados em espaços próprios, muitas vezes acompanhados de sistemas de aquecimento, para diminuir o tempo de secagem. Este tipo de secagem pode ser feito em um pátio, onde as pilhas de madeira podem ser empilhadas.
  • Estufa de secagem convencional – consiste na utilização de uma câmara ou túnel na qual a madeira passa por um processo de secagem.

Poderão ocorrer defeitos de secagem caso não sejam realizados os procedimentos corretos e de forma controlada, tais como: trincas e fendas, deformação, empenamento e ataques de fungos.

Madeira durável

Aspectos básicos que influenciam na durabilidade da madeira:

  • Quando utilizamos, o mesmo local, para as mesmas finalidades, algumas madeiras permanecem inalteradas por um longo período de tempo, enquanto que outras logo se decompõem.
  • Quando dois pedaços da mesma madeira são utilizados, por exemplo, em local coberto e fora do contato direto com o solo e o outro em local descoberto e fincado no solo, este último se torna imprestável em um menor espaço de tempo. Na maioria das madeiras, a parte mais externa de tronco, geralmente mais clara, se decompõem mais rapidamente do que a parte mais interna, geralmente mais escura.

Add Comment