Login

Adensamento do concreto definição

Adensamento do concreto é a operação que tem por finalidade a eliminação do ar e dos vazios contidos na massa. Deve ser feito durante e imediatamente após o lançamento.

O adensamento pode ser executado por processos manuais – socamento ou apiloamento – ou por processos mecânicos – vibração ou centrifugação. Qualquer que seja o processo deve-se buscar que o concreto preencha todos os espaços da forma, evitando-se a formação de ninhos e a segregação dos componentes. Deve ser evitada, também, a vibração junto a ferragem, quando o concreto for armado, para não ocasionar vazios que prejudiquem a aderência do concreto com a armadura.


Quando bem executado, o adensamento do concreto melhora a resistência mecânica e aumenta a impermeabilidade, a resistência a intempéries e a aderência do concreto à armadura.

O gráfico abaixo, apresenta a relação entre os vazios e a resistência teórica do concreto. Observa-se facilmente que a medida que aumentam os vazios do concreto, a sua resistência diminui.

Grafico: adensamento do concreto

Como é feito o adensamento do concreto?

O adensamento do concreto manual pode ser feito usando barras de aço ou pedaços de madeira que funcionarão como soquetes. A camada de concreto deve ser submetida a choques repetidos, sendo mais importante o número de golpes, do que a energia de cada golpe. O adensamento manual é feito por camadas de concreto, com espessura máxima de 15 a 20 cm e para um concreto fresco com slump de 5 a 12 cm. O processo de adensamento deve cessar assim que aparecer na superfície do concreto uma camada lisa de cimento e elementos finos.

Talvez você se interesse por:  Concreto: Escolha e Cuidados com o Material

O adensamento do concreto mecânico é o único admissível para obras de médio e grande porte. Existe uma diversidade muito grande de formas de adensamento mecânico do concreto, cuja escolha depende basicamente do tipo de construção e da forma de execução da obra. Alguns desses processos são considerados especiais, tais como a concretagem a vácuo. Neste trabalho são descritos os processos mais simples e usuais, tais como:

  • Vibrador de imersão: o vibrador de imersão mais usado é o denominado vibrador de agulha. A vibração é transmitida ao concreto pela imersão de um mangote em cuja extremidade está fixada uma agulha. A agulha deve ser cravada perpendicularmente à massa com espaçamentos de aproximadamente 40 cm, que é, geralmente, o raio de ação do vibrador. O tempo de vibração varia de acordo com o concreto, podendo ficar entre 5 e 30 segundos em cada ponto. A vibração deve ser feita por camadas, com espessura máxima de 40 a 50 cm, com os cuidados de não vibrar camadas já adensadas e acomodadas, bem como de não vibrar nos pontos próximos às formas (menos de 10 cm);
  • Vibrador externo ou de forma: é um vibrador que se fixas às formas. Seu efeito é equivalente ao vibrador de agulha, desde que corretamente aplicado. Seu uso maior é na industria de pré- fabricação, devido a ser um equipamento de trabalhosa mobilidade;
  • Mesa vibratória: são mesas sobre as quais são colocadas as peças de concreto a serem adensadas. Geralmente são usadas em indústria de pré-moldados de pequeno e médio porte, para a produção de blocos, placas, meios-fios, pequenas vigas, etc;
  • Centrifugação: é um processo mais especial de adensamento, usado em peças pré-moldadas de seção transversal circular, como tubos, postes e estacas. A ação da centrifugação consiste em provocar o adensamento pelo aumento do peso aparente do concreto contra as paredes da forma. Os elementos mais pesados são lançados para a parte exterior da peça, ficando no interior uma alta concentração de cimento.
Talvez você se interesse por:  Concreto: Dosagem, Critérios e Teste de Resistência

Vibração: adensamento do concreto

Envie este artigo para seus amigos!

Add Comment