Login

Construção otimizada: redução de tempo e economia com construção a seco


Amplamente usado nos Estados Unidos, Japão, Europa e Chile, o sistema de construção a seco vem ganhando cada vez mais espaço no Brasil. Os atrativos para sua aplicação são muitos, como leveza, fácil manutenção, paredes com menores espessuras e excelente desempenho térmico e acústico. Porém, é a garantia de redução do tempo de obra somada à racionalização dos recursos que permite a eliminação de desperdícios, tornando-se os principais fatores de crescimento.

Segundo Fábio Din, coordenador de Desenvolvimento de Mercado Drywall, da Isover Saint-Gobain, é preciso aproveitar o atual cenário da construção civil. “O mercado pede obras rápidas e com otimização de recursos e a construção a seco atende essas expectativas”, afirma ele.

A construção a seco é composta por perfis metálicos, chapas de gesso especial, chapas cimentícias e outros componentes. Como o material não é preparado no local da obra, não faz uso da água, dando, assim, origem ao nome do sistema. Drywall e Light Steel Framing são alguns dos sistemas mais antigos utilizados no Brasil, sendo o primeiro há mais de 40 anos e o segundo, há mais de 10.


Construção a seco reduz o tempo da obra e evita desperdícios

A desmistificação do sistema de construção a seco

A qualidade do sistema de construção a seco é garantida pela qualidade de cada componente. Perfis de aço, massa para tratamento de junta, suporte nivelador ou qualquer outro material que não siga as normas necessárias podem gerar construções ruins, não atingindo suas vantagens. Seguir normas e certificados é, portanto, essencial para a evolução desse modo produtivo.

Saiba mais  Reaproveitamento de água da chuva

Segundo o diretor superintendente da Adimaco, Associação Nacional dos Distribuidores e Instaladores de Material de Construção a Seco, Natal Destro, embora mais de 90% dos produtos tenham qualidade, essa deve ser uma busca constante. “É uma luta que temos levado de maneira muito positiva, pois o próprio distribuidor e instalador percebem que o produto é ruim”, diz. De acordo com ele, há sete anos o crescimento da construção a seco é superior a 20%, tendo no último ano alcançado uma taxa próxima dos 30%. O dado otimiza a qualidade e foca a importância dessa construção como concorrentes às convencionais.

Seminários, treinamentos e cursos sobre construção a seco

Uma vez por ano, durante a Feicon Batimant, maior feira em negócios da construção civil da América Latina, a entidade organiza um seminário sobre a construção a seco. A cada evento a Associação trata de um tema diferente relacionado, trazendo nomes e marcas relacionados ao sistema.

Para quem tem interesse em cursos de construção a seco, pode obter mais informações pelo telefone (11) 3101-3037 ou pelo site http://www.adimaco.com.br.

Já a Isover Saint-Gobain oferece um curso de montador do sistema Drywall. O curso é gratuito com duração de 24 horas. São 15 vagas a cada edição e acontece no Centro de Treinamento da Isover, em Santo Amaro, São Paulo (SP). São ensinadas técnicas de instalação de paredes Drywall com foco em segurança do trabalho (EPIs), equipamentos, leitura de projetos executivos, corte e montagem da estrutura e dos perfis de aço, aplicação das tubulações de elétrica e hidráulica, lã de vidro para isolamento térmico e acústico e placas de gesso e tratamento das juntas. Os interessados devem ligar para (11) 2202-4808.

Saiba mais  Gesso na Parede: Como Fazer Revestimentos com Gesso

Vantagens da construção a seco

  • Redução do tempo de execução.
  • Racionalização de recursos.
  • Ampliação do espaço interno, devido à parede com espessura inferior às convencionais.
  • Alta resistência e durabilidade.
  • Leveza.
  • Fácil manutenção.
  • Excelente desempenho térmico e acústico.

Diferentemente da construção convencional, o sistema de construção à seco não faz uso de água. Seus materiais são industrializados e chegam à obra prontos para a instalação.

Saiba mais

O Drywall é um sistema de camada de lã envolvida por placas de gesso, usado exclusivamente para ambientes internos. Já o Light Steel Framing, mais conhecido com Steel Framing, usa perfis estruturais de aço, fechados com placas de cimento capazes de resistir à ação das intempéries, como sol e chuva. Por isso, na construção de uma casa a seco, usa-se o Drywall para áreas internas e o Steel Framing para áreas externas.

Construção otimizada: redução de tempo e economia com construção a seco
5 (100%) 7 votes

Add Comment