Login

Segurança do Pintor: Cuidado no Trabalho com Escadas

Os trabalhos em pintura exigem freqüentemente o uso de escadas, tanto interna quanto externamente, sendo portanto necessário observar recomendações de segurança quanto ao seu uso, conforme segue (SENAI/SP, 2004):

  • A escada deve ter sempre quatro pontos de bom contato (os quatro no piso ou dois no piso e dois na parede) e o pintor deve ter sempre três
    pontos de bom apoio na escada;
  • Não subir mais do que o terceiro degrau de cima para baixo. Caso não se tenha certeza de alcançar a altura desejada, usar escada maior;
  • Escadas de extensão, que ficam apoiadas na parede, devem ficar 30 cm afastadas da parede para cada 90 cm de altura (por exemplo, para 3 metros de altura a base da escada deve estar afastada aproximadamente 1 m da parede); se ficar muito próxima pode tombar para trás e se ficar muito afastada pode deslizar;
  • A escada deve estar apoiada em local plano; se o piso for irregular, usar por exemplo estrados de madeira bem apoiados para nivelar a base de apoio da escada;
  • Verificar se a base de apoio da escada não está oleosa ou escorregadia;
  • Nnão subir em escada com tempo chuvoso ou muito vento;
  • Para maior segurança a escada pode ser amarrada a um ponto fixo firme e estacionário, como um ponto da estrutura da casa, por exemplo;
  • Ao trabalhar, subir e descer a escada, o corpo do pintor deve estar centralizado em relação à escada. Use a regra do cinto: “nunca deixe a fivela do cinto ficar fora das colunas da escada”;
  • Não puxar qualquer objeto quanto estiver sobre a escada;
  • Não usar escadas próximas de linhas elétricas.
Talvez você se interesse por:  Textura Efeito Palha: Aprenda Como Fazer

seguranca-pintor-tombo-escada
Segurança do Pintor: Cuidado no Trabalho com Escadas
4 (80%) 1 vote

Envie este artigo para seus amigos!

2 Comentários

  1. cleber 23 de outubro de 2016
  2. adelario de freitas silva 15 de março de 2016

Add Comment