Login

Série serviços domésticos: introdução e dicas

Antigamente, os serviços domésticos de uma casa ficavam a cargo das próprias moradoras. Geralmente as avós e as mães faziam tudo dentro de casa: limpavam, lavavam, passavam, cuidavam das plantas e dos animais de estimação, arrumavam a bagunça de todo mundo, faziam comidas e doces deliciosos.

Mas não era só isso. Costuravam roupas para a família, consertavam as usadas, levavam e buscavam os filhos na escola, cortavam os cabelos dos parentes e, as mais dispostas, até pintavam as paredes da casa sozinhas enquanto os maridos trabalhavam fora. As mulheres sabiam todos os truques para desentupir pias e ralos, tirar manchas, deixar as verduras verdinhas, cuidar dos machucados das crianças, comprar as melhores frutas e verduras da feira gastando pouco e ainda ajudavam a vizinha doente! Eram verdadeiras mulheres-maravilha!


Nas cidades, os prédios não tinham grades e as portarias eram abertas para as calçadas. A maioria das casas de praia ou de campo ficavam sozinhas e, quando os proprietários chegavam no final de semana, estava tudo do mesmo jeito que haviam deixado.

Os tempos mudaram. Hoje, homens e mulheres precisam trabalhar fora, gerar renda para o sustento da família. Estando todo mundo fora de casa, quem faz os serviços domésticos?

A resposta é simples: os serviços domésticos são feitos por profissionais, com o mesmo apreço com que fariam em suas casas. Mulheres ocupam a maior parte dos postos de trabalho nas cozinhas e nas faxinas domésticas, enquanto as funções de porteiro e caseiro são desempenhadas quase sempre por homens. No caso do trabalho de caseiro, é comum encontrarmos casais que trabalham juntos, cuidando de todas as tarefas da casa – do jardim à cozinha.

Talvez você se interesse por:  Como ser um bom profissional, abordagem completa

O mundo do trabalho é uma ciranda… uma pessoa depende da outra

Veja o envolvimento entre a Márcia Albuquerque (médica), Elizabete Lins (empregada doméstica), Lídia Moraes (babá). Elas moram na cidade de Salvador, na Bahia. Quando o elo da corrente se quebra…

Há três anos Elizabete cuida da casa e do filho de Márcia, e Lídia toma conta da filha de Elizabete. Outro dia, Lídia ficou doente e não pôde trabalhar. Como Elizabete não tinha com quem deixar sua filha, também não foi para a casa de Márcia. A médica não pôde ir ao hospital e deixou seus pacientes sem atendimento. Ficou em casa para alimentar e cuidar do filho. Márcia e Lídia não se conhecem, mas a atividade profissional de uma acaba interferindo na da outra.

É a ciranda do mundo do trabalho!

Pessoas como Lídia e Elizabete, que transformaram a experiência de cuidar de suas próprias casas em trabalho gerador de renda, são importantes para o desenvolvimento do país. Elas, movimentam a economia porque recebem pagamento pelos seus serviços e também porque são consumidoras.

Serviços domésticos

Principais atividades dos serviços domésticos

Atividades como limpar, arrumar e cozinhar são essenciais numa casa e são desenvolvidas por faxineiras e cozinheiras domésticas. No Brasil, essas duas ocupações são desempenhadas principalmente por mulheres. Há faxineiros (homens) em algumas residências, mas a maioria opta por trabalhar no serviço de limpeza em empresas.

Os porteiros encontram seu espaço de trabalho nos prédios e condomínios residenciais, onde cuidam da segurança, recebem visitantes com atenção e cortesia, como se estivessem em suas próprias casas. As mulheres já descobriram esta ocupação, mas a portaria ainda continua sendo domínio masculino.

Talvez você se interesse por:  Como ser um bom profissional, abordagem completa

Os caseiros, por sua vez, fazem as vezes dos donos da casa, cuidando para que nada fique fora do lugar, evitando a invasão de estranhos e fazendo a manutenção das instalações o quanto possível. Geralmente os caseiros dividem o trabalho com suas esposas. Elas ficam com os serviços da casa e eles com os serviços “mais pesados”.

Desempenhar uma função em qualquer uma dessas quatro ocupações exige que empregado e empregador tenham confiança e respeitem um ao outro. Trabalhar na casa de outras pessoas proporciona uma convivência muito próxima e pessoal entre as duas partes, em que as alegrias e os problemas são, de alguma maneira, vividos em comum.

Nesta série sobre serviços domésticos, você vai conferir vários artigos que tratam dessas quatro ocupações, a cada novo artigo esta página será atualizada com um link para a matéria logo aqui abaixo.

Envie este artigo para seus amigos!

Add Comment