Cozinha iluminada, aprenda a trazer mais funcionalidade ao ambiente

Dicas práticas para ajudar você na hora de iluminar sua cozinha aumentando sua funcionalidade.


Considere os hábitos e a rotina dos moradores

Além de criar percepções humanas, a luz pode proporcionar funcionalidade em um determinado ambiente. É interessante saber se a cozinha atenderá somente aos moradores da casa ou se será utilizada em eventos com os amigos. A cozinha é um dos ambientes mais importantes da casa e a iluminação deve ser contínua com a inexistência de sombras para o correto manuseio e preparo dos alimentos.

Cuidado ao escolher pisos, azulejos e texturas

A cor escolhida para os pisos e azulejos poderá aumentar ou diminuir a iluminância do local. Não é possível fazer um estudo de luz sem saber as cores utilizadas em determinado local. Cada cor possui um coeficiente de reflexão e os cálculos luminotécnicos mudam conforme os valores dessas reflexões. Além disso, as texturas e diferentes tipos de materiais também influenciam os cálculos de iluminação. Por isso, é importante saber se os materiais de acabamento como os móveis e eletrodomésticos será claros ou escuros, foscos ou brilhosos, lisos ou texturizados.

Saiba um pouco mais sobre esse assunto nesses links

Iluminação natural é essencial

Locais de preparação de alimentos devem sempre contar com iluminação natural e ventilação adequada, é uma questão de higiene e salubridade. Porém, em casos em que não há janelas, além dos exaustores e coifas para a não proliferação de bactérias no recinto fechado, a iluminação artificial deve possuir índice de reprodução de cor (IRC) acima de 90 para a área de preparo, manuseio e cozimento de alimentos. É válido ressaltar que a utilização de copa na cozinha já é comum em nossa sociedade e, dessa forma, a iluminação de tom âmbar, de orientação, e com pontos focais específicos decorativos, também pode ser utilizada em uma cozinha, mas não para a área de preparo de alimentos.

Saiba mais  Faça você mesmo! Móvel novo com um pouco de tinta e muita criatividade

Luz para trazer mais aconchego para as refeições

A luz agrega muito nas horas em que precisamos criar percepções humanas de aconchego, pois recria ambientes tornando-os agradáveis aos usuários. A temperatura climática da cidade onde está localizada a cozinha também influencia na iluminação. Na região norte, por exemplo, onde o frio é quase inexistente se utilizarmos uma iluminação de temperatura de cor “quente”, o usuário poderá ter a sensação de muito mais calor do que realmente está. É importante que a luz venha para somar ao ambiente e não para criar percepções erradas quanto ao seu uso. Já em regiões frias,  nota-se a iluminação de temperatura de cor “quente” mais usual.

cozinha-iluminada

Evite o excesso de reflexo

Atualmente, o mercado fornece inúmeros tipos de luminárias, inclusive para evitar reflexos. Não basta comprar uma luminárias bonita visualmente, é necessário que ela trabalhe de forma correta com a lâmpada, caso contrário, poderá acarretar vários prejuízos na utilização da iluminação. Existem luminárias que difundem a luz, como os plafons. Também há luminárias que maximizam a luz, como as que possuem refletor interno. Na utilização em cozinhas é importante que é um ambiente onde a gordura e vapores podem instalar-se nas luminárias, por isso, as lâmpadas devem ser abrigadas com o mínimo de aberturas possíveis e, se forem embutidas no forro, melhor ainda.

Saiba mais  Sancas de Isopor: Uma Alternativa Viável e Econômica

Aqui nesse artigo: Tipos de Lâmpadas: Qual Usar Para Cada Ambiente você aprenderá a usar a lâmpada certa no ambiente certo.

Add Comment